A GRITANTE NECESSIDADE DO COMPROMISSO


Estamos vivendo uma época onde a informação tem ficado cada vez mais rápida. Junto a isto temos vários outros desdobramentos que acarretam novas responsabilidades ao ser humano, seja na vida profissional, familiar, religiosa, política, etc. É como se diariamente as exigências se multiplicassem, impelindo o indivíduo a analisar cuidadosamente sua posição constantemente.

Neste contexto, em todas as áreas de atuação do ser humano, torna-se indispensável um posicionamento, visando atender a demanda e cobrança externa. Dentre as várias atitudes esperadas – e poderíamos citar muitas – está o compromisso.

A sociedade nunca se preocupou tanto com esta atitude como na atualidade. Não que fosse menos importante para outras gerações, mas por causa da gritante falta de compromisso da maioria na modernidade.

Em vários setores, quando pesquisamos sobre quais são os maiores problemas encontrados atualmente e que impedem um pleno desenvolvimento das pessoas em suas áreas de atuação, a falta de compromisso está sempre entre os primeiros quesitos ausentes.

O problema não é exclusividade no âmbito profissional, mas se estende para outros campos da vida humana e atingem de forma avassaladora a produtividade individual e coletiva. Dentre os vários setores onde a falta de compromisso para ser evidente podemos citar, além do profissional, a própria família. Quantos cônjuges, pais, filhos, professores vêm reclamando da falta de compromisso dos membros da casa?

Os líderes religiosos também têm sofrido com este problema, pois na época atual parece que as pessoas só estão engajadas quando recebem alguma coisa em troca, sem se envolver mais profundamente com as questões religiosas e abandonando as tarefas pela metade quando encontram alguma dificuldade.

O que dizer dos professores? Que além de experimentarem a desagradável experiência de conviver com alunos descompromissados, ainda precisam lidar com a falta de educação, violência, falta de respeito... Em fim, um incontável número de desafios diários, oriundos de uma geração de pais e filhos sem compromisso.

Precisamos compreender que o descompromisso não é apenas uma questão de falta de desejo, mas um abandono de práticas fundamentais para a realização com excelência das tarefas do dia a dia, podendo prejudicar a pessoa e a todos a sua volta.

É indispensável que profissionais, pais, estudantes, etc., compreendam a necessidade de estar comprometido com suas tarefas e projetos, pois somente desta forma poderemos apresentar trabalhos de qualidade e com toda a excelência.






Leia também:


👉 Ficamos como quem sonha
👉 O Grande Idealizador dos Sonhos
👉 Ir Além

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TOP TRÊS DA SEMANA

SIGA O BLOG