05 agosto 2019

INTELIGÊNCIA, UMA FERRAMENTA DIVINA


Toda criação divina é perfeita. Quando olhamos para os detalhes de cada espécie, para as diversas formas encontradas na natureza, para as pequenas e grandes características que tornam cada objeto da criação ímpar, percebemos como o Criador projetou tudo de forma especial e com um propósito.

Partindo deste pressuposto, onde tudo tem um motivo de existir, chegamos a conclusão que Deus também deu ao homem inúmeras ferramentas para cumprir a tarefa e propósito de vida pela qual fora criado: governar o mundo. Uma destas ferramentas chama-se Inteligência. Não é a toa que o ser humano fora criado com a capacidade intelectual infinitamente superior a de outros seres vivos.

Diferente do que alguns pensam, o Homo Sapiens Sapiens não é fruto do acaso, nem de um mero acerto de um processo evolutivo. A inteligência faz parte do ser humano desde quando o Criador idealizou a raça humana e projetou tudo a sua volta para que ela pudesse exercer com perfeição a tarefa que Ele lhe confiaria. Desta forma, ser inteligente é uma dádiva de divina para o cumprimento do propósito pelo qual o homem fora criado.

O problema é justamente se temos cumprido o propósito inicial ou se temos utilizado a ferramenta apenas para benefício próprio. Pior, será que temos utilizado esta inteligência?
Quando observamos o mundo a nossa volta e as diversas reações humanas, fica, justamente, está pergunta: “Será que temos utilizado a inteligência dada por Deus para cumprir o propósito que Ele determinou?”. Afinal, gradativamente, temos uma humanidade destruindo o mundo e toda a criação por causa da ganância, do desejo desenfreado pelo poder, pelo benefício próprio, etc. O mesmo ser humano criado com a inteligência perfeita para cuidar é o que destrói: natureza, animais e outros seres humanos.

O problema ainda se agrava quando observamos como o homem tem se distanciado de Deus. Cada dia que passa as pessoas se afastam mais daquele que os criou. Quanto maior o nível de conhecimento humano, mais distante ele fica de Deus. Claro que isto não é uma regra, mas grande parte da humanidade se acha inteligente demais para crer.

Contudo, o projeto original de Deus continua o mesmo. Ele não mudou os seus planos e o ser humano continua sendo a coroa de sua criação, tendo sido criado para representar o seu Criador na terra e dotado de inteligência para cuidar da casa chamada planeta terra.

Agora, fica a pergunta: O que temos feito com o dom da inteligência divina em nós? Temos utilizado esta ferramenta para o bem da humanidade ou para benefício próprio?

Pense Sobre Isto!





Leia também:


👉 Ficamos como quem sonha
👉 O Grande Idealizador dos Sonhos
👉 Ir Além

O PERDÃO CONDICIONAL