01 maio 2019


Atualmente, vejo centenas de comentários nas redes sociais falando sobre a igreja. Em muitos casos são informações, questionamentos, afirmações e pontos de vista que nada tem haver com a verdadeira Noiva do Cordeiro. Isto fica evidente devido ao desejo inerente de cada um em defender sua posição com a única finalidade de justificar pensamentos contraditórios, na maioria das vezes, contra seus líderes.

É tanta gente querendo definir como deve ser a Noiva; o que ela deve ou não fazer; como ela deve se portar; quem faz ou não parte deste grupo, que acabamos nos perdendo em meio a tantas supostas definições. Tudo definido por pseudo-teólogos, formados nos bancos frios da discordância, murmuração, reclamação e fofoca. A maioria pessoas feridas que querem justificar o fato de estarem fora discordando e inventando uma nova teologia, baseada nas feridas e mágoas.

A verdadeira Noiva do Cordeiro não tem nada haver com essa guerra teológica. Pelo contrário, ela continua sendo a mesma noiva separada, santa e imaculada que o Noivo virá buscar.

Por mais que alguns queiram determinar como ela deve ser e agir, a base do seu relacionamento com o noivo, suas características e modo de agir continuam sendo as determinadas pelas Sagradas Escrituras, sem distorção dos textos bíblicos e de forma genuína.

A noiva não é, e nunca será, fonte de manipulação. Mas sempre agirá com a única intenção de exaltar, glorificar e apontar para o seu amado, o Noivo.
Quanto àqueles que querem se aproveitar das situações para defenderem um ponto de vista, lembrem-se: A Noiva não é sua, é do Cordeiro!

Leia também:


👉 Ir Além
👉 A vida é Feita de Sonhos
👉 Os Sonhos de Deus em Nós

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O PERDÃO CONDICIONAL