13 outubro 2018

VAMOS FALAR DE AMOR


Enquanto o mundo destila ódio, precisamos levantar a bandeira do amor. Aliás, esta foi a máxima deixada pelo no Senhor Jesus, enquanto esteve aqui neste planeta. Sua ideologia, suas atitudes, seu comportamento, seu caráter e vida apontavam sempre para uma única direção: amar.

Ao olharmos para as páginas dos jornais, percebemos como a sociedade moderna não está muito diferente do povo do tempo de Cristo. Já naquela época os políticos defendiam suas ideologias com unhas e dentes; os partidários não mediam suas ações; matar, agredir e caluniar, em todas as esferas sociais, era algo normal.

A vida humana já havia perdido, há muito tempo, o verdadeiro valor. Todos buscavam apenas satisfazer seus próprios interesses e defender seus pontos de vista, independente do que fosse custar. Dentro desta dinâmica social, os contemporâneos do Mestre deixaram de observar duas coisas primordiais: o amor a Deus e o amor ao próximo.

Quando olhamos para a atualidade, não é mais ou menos isto que estamos vendo? Seja no dia a dia; nas redes sociais; nos canais de comunicação tradicional e nas relações interpessoais o que pensamos tem estado acima de tudo e de todos. O importante não é mais o se relacionar com Deus, aliás, para uma parcela satisfatória da população, o melhor seria que Ele “morresse”. O amor pelo ser humano também já não está mais lá estas coisas. Até se ama, desde que seja conveniente para a pessoa.

Estou sendo utópico?

Então vamos lá: quantos casamentos você conhece que acabaram por incompatibilidade de genes? Quantos filhos, você ouviu falar nestes últimos dias, que agrediram ou mataram os seus pais? Quantos amigos deixaram de se relacionar por discordância ideológica? Quantas pessoas lhe agrediram por causa da religião? Quantas brigas você participou ou presenciou por causa de conflito de pensamentos?

Poderíamos preencher um livro com situações do cotidiano em que tudo poderia ter sido resolvido de forma mais amena e sábia se o amor estivesse acima de nossas próprias convicções, se aqueles com quem convivemos fossem mais importantes do que aquilo que queremos.

Nunca foi tão urgente falarmos de amor. Não do amor cego e distorcido, muito menos daquele amor poetizado e sem raiz, mas do amor que realmente faz toda a diferença; do amor acolhedor; resiliente; misericordioso; bondoso; eficaz... Do amor que alcança os céus, pois toca o coração de Deus, mas que também abraça as pessoas daqui da terra.

Vamos falar de amor!!!


Leia também:



👉 A Expressão do Amor Divino
👉 O Amor de Deus
👉 O Sentimento Chamado Amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOJE É UM BOM DIA!