12 julho 2018

VOCÊ NÃO SABE O QUE ESTOU PASSANDO!


VOCÊ NÃO SABE O QUE ESTOU PASSANDO!

Esta é uma das frases mais ouvidas nas conversas diariamente. Normalmente, diante de um questionamento, as pessoas tendem a utilizá-la para justificar alguma atitude ou um período de sofrimento profundo.

Em tese ela é incondicionalmente verdade! Ninguém sabe ao certo o que a outra pessoa está passando com determinados problemas. A dor, os pensamentos que povoam a mente, as circunstâncias em que o outro se encontra é totalmente pessoal e intransferível.

Se o sofrimento fosse transferível muitos assumiriam a aflição do outro apenas para não vê-lo mais sofrer. Aliás, é muito comum encontrar pais dizendo: “se eu pudesse passaria tudo isto pelo meu filho!”. Entretanto, tal prática não é possível, e isto é bom. Deve ser assim, visto que cada um necessita passar pelas experiências pessoais para crescer.

É bem verdade que não podemos mensurar o quanto o outro está sofrendo, mas é possível ter uma ideia, baseado nas experiências pessoais. O que precisa ficar bem entendido é que as semelhanças em determinados problemas não significam igualdade de sentimentos.

Cada indivíduo possui uma maneira singular de receber, sentir e responder as intempéries da vida. Ninguém passa por um problema igual ao outro, pois mais que os problemas sejam idênticos. Sempre haverá a maneira pessoal de ver as circunstâncias.

Cabe a nós respeitar o outro, independente de concordarmos ou não com suas reações e ações diante do problema, da dor e do sofrimento. Nosso compromisso, nesses casos, nada mais é do que apoiar e prestar solidariedade.

Pense sobre isto!

Ah! E quanto à empatia? Bom, isto é outra história que podemos discorrer amanhã, o que acham?



Não esqueça de deixar o seu comentário!


Quer mais? Vejo os links abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INCONFORMADOS COM O QUASE