07 julho 2018

O CAMPO DE BATALHA DA MENTE


Todos os dias somos confrontados a desistir de tudo aquilo que Jesus fez por nós. O inimigo lança constantemente pensamentos de derrota e de pecado, com o único objetivo de nos tirar da presença do Rei.

Na maioria das vezes são pensamentos sutis, aparentemente inofensivos, mas que se forem aceitos e alimentados, acabam levando a pessoa ao erro. Essa é uma pequena estratégia, utilizada pelo adversário para desestabilizar o relacionamento com o Pai.

Quando Jesus ensinou aos seus discípulos sobre a importância da vigilância e da oração, uma das coisas que Ele tinha em mente era, justamente, esse tipo de investida do maligno. O Senhor sabia que o maior campo de batalha do homem é em seu pensamento.

Uma pessoa precisa estar vigiando a todo instante, para que não caia nas armadilhas, lançadas constantemente, em sua mente. Caso contrário, será um alvo fácil diante das duras investidas do tentador.

É importante frisar, que em momento algum o inimigo domina a mente da pessoa, pelo contrário, ele apenas sugere que seja tomada determinada atitude, ou que seja dita tal palavra. O indivíduo é quem decide se irá, ou não, fazer aquilo que está pensando.

Outro fator interessante, é que em muitos casos, as pessoas ficam alimentando pensamentos degradantes, como se eles fossem bons. A maioria dos casos de depressão acontece porque o indivíduo nutriu as fantasias que norteavam sua mente.

É de responsabilidade da pessoa, lutar contra os desejos que a atacam todos os dias. Ceder diante das tentações é o mesmo que aceitar a vontade do maligno sobre sua vida.

Jesus nos libertou do império das trevas. Não permita que o inimigo continue controlando sua mente, colocando pensamentos degradantes, além de levá-lo de volta as práticas do pecado. É uma questão de escolha, vigie para que não seja derrotado pelo adversário.

Pense Sobre Isto!


Não esqueça de deixar o seu comentário!



Quer continuar lendo sobre o assunto? Vejo os links abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PROFISSIONAIS HUMANOS