A LUZ DO MUNDO

O mês de dezembro é conhecido como o mês mais iluminado do ano. É nesta época que as casas, árvores, postes, etc. são repletos de adereços e sempre muito bem iluminados, deixando as cidades ainda mais belas. A cada esquina um encanto diferente enche os olhos de quem passa.

Contudo, na grande maioria dos casos, poucas pessoas sabem o real significado de tanta iluminação. A verdade é que para a maioria dos cristãos, nesta época se comemora o nascimento de Jesus. Além do mais, também é neste mês que os judeus festejam um dos eventos mais marcantes de sua história e celebram a festa de Chanucá (Festa das Luzes).

Em resumo, segundo a história, por volta do ano 180 a.C. o rei selêucida Antioco IV Epifânio, governava Israel. Este rei ordenou que todos os povos sob seu domínio abandonassem os seus deuses e adorassem apenas aqueles que fossem determinados por ele. Contudo, Israel permanecer fiel ao Deus Todo Poderoso, o que ocasionou perseguição e culminou com Epifânio profanando o Templo de Jerusalém e sacrificando um porco em seu altar, o que era uma abominação para os judeus.

Os Israelitas, liderados por Judas Macabeus, guerreiam contra Antioco, retomam Jerusalém, purificam o Templo e reintroduzem a adoração ao Eterno. Após todo trabalho de purificação o Sumo sacerdote constata que só havia um pouco de azeite, suficiente para manter a menorá acesa só por um dia. Detalhe, a produção de mais azeite duraria oito dias. Aqui Deus manifesta o seu poder e o milagre acontece. O azeite que só daria para um dia, milagrosamente, dura o tempo necessário para a produção de um novo azeite.

Desde aquele dia, o povo de Israel comemora a “Festa das Luzes”, lembrando do grande milagre realizado por Deus e que permitiu que o seu povo retomasse Jerusalém, restabelecesse a adoração no Templo e ainda operou o milagre da multiplicação do azeite para a menorá.

O que poucos sabem, é que Deus realizaria o milagre das luzes novamente. Aquele primeiro era apenas uma referência ao maior e mais importante acontecimento da história da humanidade, onde seria revelada a verdadeira Luz dos homens: Jesus.
“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (João 8:12).

Talvez você ainda não tenha se dado conta, mas não existe luz em outro lugar. Jesus é a única fonte perfeita e eterna. Somente nele, e em nenhum outro, é possível encontrar a Luz perfeita que ilumina os homens e a verdadeira salvação.

Jesus Cristo é a Luz do Mundo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação