30 maio 2012

Sentimentos que Impedem a Transformação Pessoal


Existem pelo menos dois sentimentos que bloqueiam o processo de transformação na vida de uma pessoa. Um deles é o medo e o outro é a satisfação. É claro que poderíamos falar de muitas outras coisas que agem para impedir o crescimento pessoal, mas a princípio falaremos apenas dessas duas.
O medo é um dos temas mais utilizados em qualquer palestra no mundo, em qualquer segmento de atividade humana. Seja nos esportes, nos empreendimentos profissionais, na vida sentimental e na vida espiritual o medo está lá, impedindo o processo de crescimento do indivíduo.
O medo é um sentimento capaz de paralisar, inibindo a pessoa de fazer aquilo que é necessário para seu desenvolvimento.  Ele é capaz de causar inúmeras emoções malignas, que operam nos pensamentos, desestabilizando completamente o indivíduo, fazendo com que não tenha coragem de tomar as decisões favoráveis ao seu crescimento.
O outro sentimento que opera bloqueando o processo de transformação na vida de uma pessoa é o da satisfação. A princípio ele é uma coisa boa, pois traz alívio, regozijo e o sentimento de dever cumprido. Mas, com passar do tempo, ele pode acabar paralisando o indivíduo e impendo seu progresso.
Isso ocorre porque o sentimento de satisfação causa um bem estar no coração, trazendo sensações diversas, como a da alegria, capazes de entorpecer os pensamentos da pessoa em direção a uma nova conquista.
Muitas pessoas ficam anos, algumas a vida inteira, presas a conquistas do passado, sem projetar ao novo. Vivem baseados nas lembranças dos sucessos do passado e esquecem que a vida pode proporcionar novas emoções, novas metas e novos triunfos.
Para que ocorra mudança é extremamente necessário que a pessoa tome uma atitude. Ela precisa reconhecer que esses sentimentos têm paralisado sua vida, impedindo que realize novas expedições rumo à transformação pessoal.
Todo processo de transformação só ocorre a partir do momento em que a pessoa começa a agir para vencer aquilo que está bloqueando o seu crescimento, é uma questão de escolha individual.
Reconhecer que precisa vencer o medo e deixar para trás as satisfações pelas conquistas do passado é o primeiro passo rumo ao crescimento Espiritual, físico e emocional.  

29 maio 2012

Viva em Constante Transformação


Você não pode ser a mesma pessoa de ontem, nem sombra daquilo que será amanhã! É preciso que todos os dias você esteja em constante transformação, procurando sempre ouvir mais, aprender mais e entender melhor a grande dádiva da vida, a fim de que possa crescer, diariamente, sem se deixar prender pelos erros e defeitos do passado, aproveitando todas as oportunidades dadas pelo Criador para o desenvolvimento da sua fé e do meu caráter.
Esteja em constante transformação e renovação mental, entendendo que é fundamental melhorar a cada dia, sem se deixar levar pela tentação de apontar os erros dos outros. Apenas os fracos se preocupam mais em criticar as falhas alheias, ao invés de procurar crescer.
Uma pessoa que permanece a vida inteira sem melhorar, sem encarar novos desafios, sem renovar sua mente e sem se aperfeiçoar nunca conseguirá evoluir, estará sempre às margens da realização pessoal, reclamando das oportunidades alcançadas pelos demais.
Provavelmente o autor de Hebreus estava pensando sobre isso quando escreveu: “livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta.” (Hebreus 12:1).
É preciso estar em constante transformação, buscando renovar seu entendimento sobre a vida. Pois somente dessa forma conseguirá alcançar verdadeiro crescimento espiritual, emocional e profissional proposto pelo Eterno para sua vida.

11 maio 2012

A Paz de Cristo


“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” (João 14: 27).
Tudo que as pessoas procuram nesses dias é algo que possa satisfazer o desejo de paz e felicidade que abunda em seus corações. A verdade é que, com o passar dos anos, a sociedade tem perdido a esperança de que ela realmente existe.
Principalmente porque, quando se observa o mundo ao redor, a única coisa que se consegue encontrar é a guerra e o temor. É como se todas as tentativas humanas para alcançar a paz fossem inúteis. Em alguns momentos, principalmente nos mais difíceis, parece que ela é apenas uma utopia.
Mas, se analisarmos as palavras do Mestre atentamente, perceberemos que o seu ensinamento envolve algo muito mais profundo do que a paz buscada e desejada pelo homem. Basta olhar para o texto, e veremos logo a diferença.
Quando o Mestre disse isso, Ele estava ensinando aos seus discípulos que a paz dada por Ele é muito mais intensa que o homem pode imaginar. Isso porque, ela nasce na revelação divina de esperança e conforto.
Esse texto é uma mensagem de amor e esperança a todos aqueles que estão sofrendo algum tipo de conflito externo, ou interno. O Messias diz que mesmo nesses momentos não estarão sozinhos, pois o Espírito Santo Consolador estará ao seu lado para lhes ajudar a vencer os desafios. Ela é uma resposta aqueles que estão passando por problemas interiores, mas não sabe como resolver. A paz de Cristo é um balsamo aqueles que precisam receber conforto.
Mais do que um momento físico, onde há ausência de conflitos armados, ela é algo espiritual, que acontece todos os dias a pessoas comuns, que antes não conseguiam viver em paz. Ela é um estado de espírito, onde Deus manda o consolo ao coração humano.
É por causa dessa paz que pessoas, aparentemente comuns, conseguem passar pelos seus problemas cantando, glorificando e exaltando ao Deus de sua salvação. Ela é um refrigério para alma do aflito. Como disse o apóstolo Paulo, a Paz de Cristo é algo tão profundo, que excede o entendimento humano.
Ela é a certeza de que em momento algum o Espírito Santo nos abandona. Através dessa paz, temos a fé de que o Mestre está ao nosso lado, direcionando nosso caminho, consolando nosso coração e trazendo refrigério para nossa alma.
Jesus não dá uma paz limitada, que depende das circunstâncias humanas para existir. Ele derrama sobre o homem da sua maravilhosa graça, capaz de trazer paz ao coração, mesmo nos momentos mais difíceis.

09 maio 2012

Retirar a Máscara é o Caminho para Felicidade


Você já percebeu que nós temos o grande defeito de desviar a atenção das coisas erradas que fazemos? Normalmente, a maioria acaba jogando para cima dos outros a culpa, na tentativa falida de se justificar. Essa é a máscara mais utilizada pelas pessoas no dia a dia.
Já sabemos que quando falamos de máscara, estamos nos referindo a toda atitude, em qualquer área da vida, que serve para esconder quem realmente somos, a fim de que os outros não saibam quais são as nossas fraquezas.
Conhecemos, por exemplo, a máscara da justiça própria, do orgulho, da soberba, da falsa modéstia, dentre outras, que trazem grandes males a todos aqueles que se escondem atrás delas.
Agora, o grande diferencial não está apenas em saber quais são as máscaras. A partir do momento que somos confrontados com a verdade, torna-se extremamente necessário que se tome uma decisão.
O grande segredo não está em saber quais são os erros que cometemos, quais são as máscaras que utilizamos como disfarce, mas nas atitudes que tomamos mediante a revelação do pecado. O Apóstolo Tiago diz o seguinte: “Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência” (Tiago 1: 23-24).
Todos aqueles que ouvem a palavra são, automaticamente, confrontados com a verdade e passam a ter a responsabilidade das escolhas que farão. Retirar a máscara é uma questão de atitude pessoal, ninguém tira por você. Como disse o Apóstolo, o indivíduo é quem escolhe colocar em prática, ou não, aquilo que ouviu.
Mas, sempre que escolhe fazer aquilo que o Senhor ensinou, tem a possibilidade de desfrutar das mesmas promessas contidas em sua palavra. Tiago continua dizendo: “Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu, mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer” (Tiago 1: 25).
As máscaras mantêm as pessoas aprisionadas ao pecado, impedem que vivam completamente livres de toda acusação. Elas geram medo, incerteza, desconfiança e insegurança.
Em contra partida, quando o indivíduo se expõe, confessando seu pecado, encontra cura e libertação. Nesse momento já não há mais acusação contra sua vida, cessam todos os argumentos do acusador.
O problema é que as pessoas não querem se expor. Existe sempre o medo da retaliação, da acusação e da vergonha. Elas não percebem que ficar preso atrás da máscara é pior do que a chamada “vergonha” da exposição.
Tirar a máscara é abrir a porta para que entre a cura; é tirar as algemas do pecado, para que possas viver em liberdade. Parafraseando o que disse o Apóstolo Tiago, praticar a palavra é o caminho que leva a verdadeira felicidade.
Não tenha medo de tirar as máscaras, pois essa atitude trará cura e o colocará na direção correta, levando-o a viver plenamente a verdadeira felicidade projeta por Deus a todos aqueles que decidem segui-lo.

03 maio 2012

A Verdadeira Amizade


Não se sabe o verdadeiro valor de uma amizade, até precisar de um amigo. Existem pessoas que vivem desprezando o relacionamento com as outras pessoas, estão sempre humilhando aqueles que estão a sua volta, como se nunca fossem precisar de ajuda, ou apenas um ombro amigo.
São indivíduos que desdenham as amizades, que não valorizam ninguém, que olham apenas para as suas próprias necessidades. Eles se esquecem que a vida dá várias voltas, que hoje estão por cima, mas que amanhã podem estar por baixo, precisando de ajuda.
A amizade é algo tão precioso, que o autor do livro de provérbios, ao meditar sobre esse assunto, declara que existem amigos que são mais chegados do que um irmão. Eles são tão preciosos, que no tempo da angústia é que aparece seu verdadeiro valor.
Amigo é aquele que está ao seu lado em todos os momentos de sua vida, que compartilha das suas alegrias, e o ajuda a vencer as maiores necessidades. Ele entende você quando ninguém mais entende. É aquele que, mesmo não concordando com seus erros, está sempre ao seu lado, buscando uma forma de lhe ajudar.
Uma verdadeira amizade não é motivada pelo dinheiro, pelos bens materiais, por aquilo que possa ter em troca. Ela é alimentada pelo simples, e belo, prazer da amizade. Amigos são amigos porque têm o prazer de estar sempre por perto.
A motivação de uma verdadeira amizade está no amor mútuo, na compreensão, no diálogo, nas brincadeiras, nos simples gestos e pequenos momentos em que se passa junto.
A verdadeira amizade não olha raça, cor ou status social. Ela não se importa com a idade, não diferencia o gênero e não está preocupada com valores. Ela se importa apenas com o prazer de ver o amigo sorrindo.
Ela tem a inocência de uma criança, que não sabe olhar com maldade o objeto de seu carinho. Tem a beleza de um sorriso infantil e a leveza de um abraço carinhoso entre dois pequeninos. É tão bela e simples como os melhores amigos de infância.
A amizade é um dos maiores tesouros da vida humana, não pode ser negociada, se isso acontecer não é amizade verdadeira, é só mais um breve relacionamento com começo, meio e fim.

ATENTOS AOS DETALHES