29 abril 2012

Você Não Nasceu Assim

Já ouviu aquela história que as pessoas usam para justificar seus erros dizendo coisas do tipo: “eu nasci assim”, “não posso mudar o que sou”, “esse é o meu jeito de ser”, “faço isso desde que nasci”?

Provavelmente, você mesmo já tenha dito alguma dessas frases, ou outras quaisquer, que nem mesmo citei aqui. São frases de desculpa, que servem apenas para tirar o foco do verdadeiro problema que governa a vida de um indivíduo.

Por incrível que pareça, as pessoas preferem viver se escondendo atrás de mentiras como essas, do que reconhecer que precisam tomar uma atitude de mudança. 

O problema é que mudar implica esforço, significa ter que largar a sua zona de conforto e se aventurar em um mundo de confronto e auto conhecimento capaz de revelar os verdadeiros segredos por trás de seu comportamento.

E isso é uma coisa que a maioria não quer. Dificilmente alguém quer sair de sua zona de conforto, largar seus erros e recomeçar. Estão todos tão acostumados com seus pecados de estimação, que preferem permanecer presos a eles, do que buscar a verdadeira liberdade.

Infelizmente, estão fadados ao fracasso, em todas as áreas de suas vidas. Podem até permanecer bem durante algum tempo, mas com o passar dos anos começaram a perceber que a covardia que os impedia de lutar contra seus erros cobrará o seu preço.

Ninguém pode ser livre, se antes não reconhecer que precisa de libertação. O primeiro passo nesse processo é aceitar que precisa de ajuda, e se submeter a vontade do Senhor Jesus.

A Bíblia diz que Ele veio para nos libertar das algemas do pecado, e nos levar para viver a verdadeira liberdade em Deus. Aquilo que nos condenava, e impedia que tivéssemos um verdadeiro relacionamento com o Criador, foi quebrado na cruz do calvário.

Através dEle, o homem pode desfrutar da verdadeira libertação, concedida por Deus, a todos aqueles que reconhecerem a Yeshua como único e verdadeiro Senhor e Salvador de suas vidas.

Ninguém precisa viver preso ao erro, utilizando as frases citadas no início como desculpas, ou justificativa para o seu pecado. Você não nasceu assim, Deus lhe criou para ser perfeito, assim como Ele também é perfeito. 

Permanecer preso ao pecado é uma escolha individual. É a livre manifestação do direito, dado pelo Eterno, a cada indivíduo sobre a face da terra. Mudar é uma decisão que você precisa tomar.

19 abril 2012

A Decadência Moral


A decadência moral vem progredindo rapidamente nos últimos anos. Parece que o ser humano perde, a cada dia, a noção da ética e dos bons costumes, que sempre nortearam a humanidade.
Se até bem pouco tempo algumas práticas eram consideradas imorais, hoje apontam como grandes “virtudes” da raça humana. É como se ela estivesse comemorando o fato de regredir. Aliás, talvez essa seja a melhor palavra para definir a geração atual, “regressão”.
O homem, gradativamente, está caindo, ou melhor, despencando, na área moral. A futilidade tornou-se algo natural. Perdeu-se o prazer em viver os padrões morais como se fossem a coisa mais importante na vida de uma pessoa.
Não há mais preocupação em zelar pelo nome, o nome da família então, jogam na lama como se fosse esterco. Estamos rodeados de pessoas sem o menor pingo de vergonha.
Isso sem falar dos valores religiosos que há muito deixou de ter algum valor. O senso de pecado já não existe mais.  Trocamos Deus, a espiritualidade e a moral por futilidades, coisas que não trazem nenhum bem a raça humana.
Aliás, essa geração é marcada pela decadência moral, prenunciada por Jesus, e explícita nas atitudes e hábitos dos homens da atualidade. Tudo isso é, com certeza, cumprimento de tudo que já fora anunciado pelo Messias.
Isso não significa que deve ser a regra para todas as pessoas, a igreja deve permanecer como exemplo, como baluarte da verdade, e padrão para aqueles que estão vivendo longe da vontade do Criador.
Ela precisa despontar como a verdadeira “luz do mundo e sal da terra”, fazer a diferença em um mundo completamente corrompido pelo pecado, onde os padrões morais já deixaram de existir e deram lugar a práticas levianas.
A igreja é o modelo divino para a humanidade. Por esse motivo, deve permanecer ilesa diante das duras investidas do inimigo para destruir a moral e os bons costumes estabelecidos por Deus.

17 abril 2012

O Perigo do Desânimo


Estava conversando com um colega sobre o desânimo. Chegamos à conclusão de que ele é uma das maiores armas do inimigo contra seus adversários.
É claro que existem outros fatores que podem levar uma pessoa a desistir de lutar, mas o desânimo aparece de forma sorrateira, silenciosa, até destruir todas as resistências do indivíduo.
Ainda que seja alguém com as maiores qualidades do mundo, extremamente competente e inteligente, quando o desalento ataca, mina todas às forças. É algo impressionante. Se o indivíduo não resistir será facilmente subjugado por ele.
Para vencê-lo é preciso estar atento, vigiando a todo o momento, buscando estratégias para combater suas investidas. É preciso estar preparado para não ceder diante dos pensamentos desanimadores que bombardeiam a mente.
Normalmente, o desânimo começa com um pequeno pensamento de incapacidade, derrota, fracasso, ou qualquer outra coisa que possa abalar a fé. Se não houver resistência, aos poucos vai tomando conta da mente, levando ao esmorecimento total.
Por isso, é preciso combatê-lo logo no início, rejeitando tudo que possa abalar sua fé, apoiando-se completamente na palavra do Senhor. Através dela encontrará segurança, afirmação e força para vencer tudo aquilo que o leva a esmorecer. 

13 abril 2012

Quem Está De Pé, Olhe Para Que Não Caia


A todo o momento somos tentados a deixar o estado de santidade que o Senhor nos proporciona através do sangue de Jesus. São pequenas tentações que, normalmente, se apresentam de modo sorrateiro, com cara de inocência, para de alguma forma tentar prender os filhos de Deus.
Quando Paulo escreveu sua primeira carta aos coríntios, uma das coisas que ele estava ensinando, era sobre a necessidade de estar sempre vigilante, buscando em Deus, para que não caíssem nas ciladas do inimigo.
O apóstolo não estava falando de queda, ou de como levantar ao cair, mas das atitudes necessárias para permanecer de pé. Era um chamado a permanecer atento, não vacilar diante das investidas do pecado.
Fico imaginando Paulo, se ao invés de escrever uma carta, estivesse pessoalmente com aquele povo, talvez ele dissesse: “EI!!! NÃO VACILE! NÃO SE RENDA AO PECADO! Irmão, você precisa se afastar de tudo aquilo que o levará a pecar. Seja vigilante... QUEM ESTÁ DE PÉ, OLHE PARA QUE NÃO CAIA.”
É certo, que todos os dias, todo instante, o discípulo de Yeshua enfrentará dificuldades, passará por tentações, será seduzido pelo pecado. Mas, permanecer de pé sempre será uma atitude pessoal.
Alguns desviam o foco, dizem não serem capazes de aguentar as investidas, de suportar a tentação. Porém, isso é uma mentira do inferno, pois a única pessoa que pode vencer o pecado por você, é você mesmo.
É uma decisão que deve ser tomada individualmente. Permanecer de pé é uma escolha de cada um. Por maiores que sejam as tentações, sempre será uma escolha pessoal cometer, ou não, o pecado.
Portanto, é preciso parar de utilizar desculpas para justificar suas escolhas. Vigie mais para que não venhas cair nas armadilhas feitas pelo inimigo. “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia [...]” (1 Coríntios 10:12).

11 abril 2012

Reconhecendo Seus Erros


Várias situações se apresentam diante de uma pessoa todos os dias. Todas elas fazem parte das inúmeras escolhas que devem ser feitas na vida. Saber escolher é o que realmente fará toda a diferença.
O mais engraçado é que a maioria acaba jogando para cima dos outros a responsabilidade por aquilo que escolheram. Agem como se fossem inocentes e todos a sua volta estivessem errados. Acabam esquecendo que todos carregam a responsabilidade por seus atos.
Em Ezequiel encontramos o seguinte: “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele.” (Ezequiel 18: 20).
Uma breve análise do texto acima levará ao entendimento correto sobre o assunto. O profeta estava falando, justamente, das desculpas que os homens da época davam para os acontecimentos de sua vida. Agiam jogando a responsabilidade dos seus erros e fracassos para cima de outras pessoas, nesse caso os pais.
Não tinham coragem de assumir suas falhas, de reconhecer os seus erros e buscar acertar. Ainda encontramos pessoas assim em nosso meio hoje. Elas vivem jogando a responsabilidade de tudo que fazem para os outros, nunca assumem suas falhas.
Essa é a pior atitude que uma pessoa pode tomar, afinal de contas, ela só encontrará cura e libertação a partir do momento em que reconhecer seus erros. Ninguém pode evoluir; progredir; melhorar; sem antes decidir mudar.
O arrependimento é a melhor maneira de restaurar aquilo que fora destruído pelo erro. Ele é a chave que abre as portas da restauração, independente da área em que se tenha errado.
Você pode se esconder atrás da desculpa de que foram os outros que cometeram o erro, ou pode assumir suas responsabilidades, acertar e recuperar aquilo que perdeu.
Tudo depende da escolha que será feita. Se ao errar, escolher o caminho mais curto da desculpa, estará fadado ao fracasso e a vergonha. Mas, se fizer a escolha certa alcançará a misericórdia do Senhor e a restauração completa.

05 abril 2012

O Medo Paralisa


Um garoto saiu da escola e ia para casa com seus amigos. Pelo caminho eles brincavam, riam e zombavam uns dos outros, o momento de descontração era enorme, até que um grupo de homens começou a persegui-los.
Alguns conseguiram fugir e se esconder, outros foram pegos e levados pelos sequestradores. Na delegacia, ao entrevistar um dos garotos que conseguiram fugir, lhe perguntaram por que ele não chamou por ajuda, visto que estava perto do orelhão?
Rapidamente o garoto respondeu: “Eu não consegui, estava com tanto medo que não conseguia nem mesmo me mexer, tentei correr e telefonar, mas minhas pernas não me obedeciam.”
Isso acontece constantemente com a maioria das pessoas. Diante de situações de extremo desespero, elas acabam perdendo sua capacidade de reação, tornando-se presas fáceis para o inimigo.
O medo é um sentimento paralisante. Ele tem a capacidade de destruir toda ousadia e coragem, até mesmo dos maiores valentes. Basta uma pequena brecha, para que ele entre e destrua todas as convicções de um indivíduo.
Essa paralisia pode ser vista de várias formas. Ela pode se manifestar de forma física, mental ou espiritual. A verdade, é que o medo tira toda e qualquer certeza, deixando apenas o amargo gosta da derrota. Ela torna o indivíduo em um incapaz.
Por esse motivo, a maioria dos inimigos tenta, de alguma forma, imprimir algum tipo de fobia em seus adversários, com o intuito de desestabilizá-los. O adversário usará de todas as artimanhas para destruir a fé dos seus opositores.
Não se render diante das investidas do inimigo é o maior segredo. A maior arma para vencê-lo é a FÉ. Como diz o apóstolo Paulo, ela é o escudo que protege contra os ataques incessantes do inimigo.
Por mais intensos que sejam as investidas do inimigo em sua mente, não se abale, não deixe que domine seus pensamentos e destrua a sua fé. Pois, ele sabe que se isso acontecer terá conquistado o maior de todos os seus territórios, sua mente.
Se o medo paralisa, a fé leva a agir! O medo conduz a derrota, a fé leva a vitória! A escolha é sua, se render ao medo, ou combater com fé.

03 abril 2012

Valorize os Relacionamentos


Cada dia que passa as pessoas estão ficando mais distantes umas das outras. Já não há mais aquela velha alegria de estar junto, de rir das piadas sem graça dos outros, de conversar sobre diversos assuntos.
A modernidade trouxe muitos benefícios, mas ao mesmo tempo, acabou afastando as pessoas. É como se o as coisas mais importantes da vida fossem dando lugar às insignificantes. Como se relacionamentos ficassem em último lugar.
O que esquecemos, é que a coisa mais importante são os relacionamentos que mantemos. Uma pessoa pode passar a vida inteira buscando bens materiais, se afastando daqueles que mais ama e, no final, perceber que nada do que conquistou valeu à pena.
As maiores conquistas sem ninguém para comemorar, são grandes derrotas. Do que adianta chegar até o fim da caminhada rodeado de bens, com uma vida financeira confortável, sem as pessoas que ama ao seu lado.
Não que seja errado conquistar essas coisas, mas porque não trabalhar de forma que tenha ambas? Ao invés de desprezar aqueles que estão a sua volta, comece a introduzi-los em suas vitórias, coloque-os em seus projetos.
Ninguém é uma ilha, isolada no meio do oceano, sem nada e nem ninguém a sua volta. Ele foi criado para viver em comunidade, para compartilhar alegrias e tristezas, para viver na companhia de alguém.
O homem que vive sozinho está perdendo as maiores oportunidades de sua vida. Não deixe que a agitação do dia a dia o faça perder o prazer de estar convivendo com sua família e amigos.

02 abril 2012

As Dúvidas Levam ao Crescimento


As dúvidas tomam maior parte do pensamento das pessoas. É como se a todo o momento fossem bombardeadas por questionamentos de todos os tipos, quase que simultaneamente.
Coisas do tipo: “será que irei conseguir? O que vou fazer? Alguém vai acreditar em mim? O que vou vestir? Qual profissão irei seguir?” Essas e outras perguntas fazem parte do cotidiano de todo indivíduo.
Alguns se sentem tão preocupados com esses questionamentos, a ponto de se sentirem culpados. Acham que todos os pensamentos são perniciosos, e que de alguma forma os levarão a destruição.
Mas, nem todo questionamento é maléfico. Existem pensamentos que fazem parte da vida, eles são de estrema importância para o crescimento da pessoa. Sem eles muitas decisões seriam tomadas de qualquer maneira, sem que primeiro fossem analisadas todas as possibilidades possíveis.
Ao ser questionado, a pessoa começa a estudar as alternativas que foram colocadas diante delas. A partir daí, buscarão a melhor maneira de resolver o problema que está a sua frente.
O problema é quando a pessoa começa a alimentar sentimentos e dúvidas que podem destruir sua vida. Como todas as outras coisas, existem dúvidas com respostas boas e com respostas ruins. A escolha que será feita definirá o seu futuro.
Aliás, os maiores inventos, as maiores conquistas, os maiores escritos, etc., são fruto de uma grande dúvida. Ao serem bombardeados por vários pensamentos ao mesmo tempo, os indivíduos acabaram analisando cada um deles de forma sistemática, até chegar à solução do problema.
Portanto, não se preocupe com as inúmeras dúvidas que bombardeiam sua mente, afinal de contas, se você parar e analisá-las, irá encontrar algo novo no final, e assim como todos os outros homens, irá progredir de forma sobrenatural.
Em contra partida, caso se renda, todas as vezes que se sentir pressionado pelas diversas dúvidas, acabará sendo derrotado pelo pior de todos os inimigos, você mesmo.
Lembre-se, as dúvidas são normais e sadias, o maior perigo está nas escolhas. Uma decisão errada, mesmo que seja de tentar fugir dos seus pensamentos, poderá levá-lo a completa derrota, ou paralisação.

ATENTOS AOS DETALHES