30 novembro 2011

Encontros e Reencontros


A vida é feita de encontros e reencontros diários. Esses são, com certeza, os maiores motivadores da nossa existência. Isso porque, cada instante que passa alimentamos as expectativas de encontrar novos amigos e reencontrar aqueles que há muito não vemos.
Cada encontro gera sentimentos inimagináveis a ambas as partes. Para alguns, esses momentos podem ser agradáveis, para outros dolorosos, mas a verdade é que todos eles trazem algum tipo de benefício para o ser humano.
Sei que alguns devem se perguntar como pode um relacionamento ruim trazer benefícios para alguém? Ou como aquela pessoa que passou a vida inteira fazendo com que o outro sofresse, agora trará bons sentimentos?
Essas, e outras perguntas, são pertinentes, mas acabam revelando o tipo de sentimento que governa cada coração. Isso porque, cada reencontro, principalmente aqueles com alguém indesejável, é uma grande oportunidade de cura para todos aqueles que estão envolvidos.
É o momento de manifestar o dom de perdoar, de amar aqueles a quem você não conseguia amar, tomar atitudes diferentes a outros, ser mais agradável com alguns, enfim, é o momento de agir de forma diferente com aqueles que a vida está lhe dando novas oportunidades.
Aliás, cada reencontro é na verdade um grande momento de tomar novas atitudes, fazer coisas novas, conversar sobre assuntos diferentes, de passar por cima do orgulho que toma conta de seu coração e manifestar a bondade que está aprisionada em sua alma tentando, todos os dias, sair e você não deixa.
Os momentos de encontro e reencontro podem ser felizes, ou completamente desagradáveis. Tudo dependerá exclusivamente das atitudes que ambas as partes tomarão nessa nova oportunidade dada pela vida.
Mas, é importante lembrar, que esses são tempos de renovo, restauração, cura e libertação. Caso se encontre com alguém que lhe feriu, perdoe. Não há atitude melhor para libertar e curar, como a do liberar perdão aqueles que lhe fizeram sofrer.

24 novembro 2011

Que amor é esse?


Às vezes me pego a pensar no grande amor de Deus pela humanidade. Nesses momentos sou confrontado por pensamentos de incredulidade que invadem minha mente como se fossem correntezas que passam destruindo tudo que está a sua volta.
Tal descrença não é de forma alguma em relação ao Senhor e seu eterno poder, mas um confronto natural da minha limitada mente humana, tentando alcançar o inalcançável. Afinal de contas, é difícil entender tanto amor vindo da parte do Eterno.
Pense comigo, Ele nos amou quando ainda vivíamos em pecado, quando nossos corações ainda estavam rebelados contra Ele. Seu amor ultrapassou as barreiras do sobrenatural, invadindo o natural onde eu vivia, tudo isso só para me resgatar.
Como entender esse amor que é capaz de largar toda a sua glória e grandeza, levando-O a se esvaziar de si mesmo, viver como eu e você vivemos, sofrer o que era para nós sofrermos e depois ainda morrer em nosso lugar?
Que amor é esse que ultrapassa a barreira do entendimento natural, que quebra todos os conceitos e valores humanos, e que mesmo quando não correspondo, ainda assim, Ele continua me amando?
Pensar em seu amor é o mesmo que tentar alcançar o inalcançável, é estar na beira da praia e tentar abraçar o mar, o mesmo que querer entender todo o universo em um só momento. É algo impossível de compreender para limitada mente humana. A única coisa que posso fazer é tentar, simplesmente tentar, corresponder a esse amor.
Como disse o apóstolo João, “nós o amamos, porque Ele nos amou primeiro.” (1 João 4:19). O Senhor fez isso quando ainda nem mesmo merecíamos o seu amor. Ele nos ama em sua infinita graça e misericórdia. E mesmo assim continuarei me perguntando, que amor é esse?

23 novembro 2011

O Respeito é a Fronteira dos Relacionamentos


As pessoas não são ilhas isoladas no meio do oceano. Elas são seres sociais, capazes de se comunicar, relacionar e até mesmo excluir, seja a si mesmo ou aos outros. Todos vivem em comunidades, e por isso devem aprender a respeitar os limites dos outros.
O problema é que a maioria está preocupada apenas em satisfazer seus próprios interesses, se esquecem de que existem outros a sua volta que compartilham dos mesmos direitos e deveres que eles.
Aliás, são esses direitos e deveres que governam todas as sociedades existentes. Até mesmo aquelas mais remotas têm suas regras sociais, que delimitam até que ponto determinado indivíduo pode ir ou não. Esses limites são os marcos de nossos relacionamentos, saber respeitá-los é importantíssimo para que o homem possa viver em sociedade.
Se observarmos a vida do Mestre dos mestres, Jesus, perceberemos que seu estilo de vida era baseado justamente no princípio do respeito mútuo. Tudo que Ele fazia, ou falava, respeitava os limites individuas das pessoas. Mesmo quando chamava a atenção de alguém por algum erro cometido Ele não desrespeitava o direito, nem invadia o espaço, do outro.
O respeito é a base fundamental do relacionamento humano, ultrapassar essa fronteira é o mesmo que invadir um território. Todas as vezes que alguém desrespeita, ou age grosseiramente, com os demais está destruindo a diplomacia que governa o seu relacionamento.
Portanto, lembre-se sempre de que você tem muitos direitos, deve ser respeitado pelos que convivem com você, mas ao mesmo tempo tem o dever de respeitar todos aqueles que estão a sua volta.
O respeito é a fronteira de todo tipo de relacionamento, desrespeitar esse limite é o mesmo que invadir território alheio. Se você não quer que invadam seu espaço, respeite os limites daqueles que estão a sua volta. 

22 novembro 2011

Aprendendo a Reconhecer o Valor do Outro


Algumas pessoas têm a mania de achar que só o que elas fazem é importante. Esse tipo de gente só sabe reclamar do serviço dos outros, vivem arrumando algum tipo de problema, além de viver colocando defeito em tudo que os outros fazem.
São pessoas mesquinhas, que não sabem fazer e ainda tentam esconder sua incompetência atrás de uma máscara de qualidade que não existe. Normalmente elas roubam as ideias e o produto de outros, repassando como se fossem seus.
Esse tipo de atitude aponta para algum tipo de distúrbio emocional que governa o interior desses indivíduos, e a acusação é apenas uma forma de tirar a atenção do outro, a roubando para si. Geralmente essas pessoas precisam usar esse tipo de atitude para se reafirmarem.
Aqueles que agem dessa forma precisam de cura interior, pois em algum momento de suas vidas foram traumatizados pelas atitudes de outras pessoas, e agora utilizam esse meio para tentar impressionar as demais que estão a sua volta.
Deus fez cada indivíduo único, sendo assim, cada um tem suas qualidades próprias, e não precisa ficar humilhando, diminuindo ou denegrindo o trabalho daqueles que estão a sua volta para alcançar o reconhecimento das pessoas.
O maior problema está no fato de que esse tipo de gente tira seus olhos do foco principal, colocando-o nos outros indivíduos que estão a sua volta. A partir daí, tudo que ele faz é voltado para tentar provar aos outros que ele é capaz.
Para conseguir se libertar desse tipo de atitude é necessário, em primeiro lugar, que o indivíduo reconheça seu erro. Em segundo lugar, ele deve aprender a reconhecer o valor daqueles que estão a sua volta. E em terceiro lugar deve tomar atitudes que substituam aquelas que denigrem a imagem das pessoas.
As atitudes de uma pessoa são de inteira responsabilidade sua, e esse tipo de indivíduo precisa aprender a reconhecer suas próprias responsabilidades, além de começar a reconhecer nos demais o valor que lhes é devido.
Aprender a reconhecer o valor do outro é uma questão de princípios, aqueles que aprendem a fazê-lo alcançam o reconhecimento e admiração das pessoas que o cercam.

19 novembro 2011

O Amor de Jesus Sara a Maldade Humana

Olhar a humanidade nos faz pensar na capacidade que ela tem em descer o mais baixo possível. Cada dia que passa o homem toma atitudes que demonstram apenas como seu interior está deteriorado pelo pecado que o domina. 

São tantos atos de maldade que ficamos perplexos, e muitas vezes sem acreditar, que tal atitude poderia ser tomada por uma pessoa em sã consciência. 

Os jornais falam de homicídios, estupros, brigas, torturas, enfim, maldades e mais maldades, que se multiplicam de forma assustadora e atingem a todas as classes da sociedade. 

Infelizmente a degradação humana tem atingido todas as áreas da sociedade. Nem mesmo aqueles setores que eram tidos como fortalezas da população estão mais imunes a essa destruição que toma conta de boa parte das pessoas que vivem no planeta. 

Basta dar uma pequena olhada nas notícias e veremos que hoje em dia já é possível encontrar pais, pastores, padres, irmãos, avós, dentre outros, que até então eram tidos como confiáveis, cometendo crimes capazes de chocar a opinião pública. É claro que não queremos ignorar que tais personagens cometiam esse tipo de atrocidade, mas antes era em uma escala muito menor, quase que imperceptível. 

Esses, e outros fatores, são prenúncios deixados por Jesus de que um dia Ele irá voltar para buscar a sua igreja. Embora a maioria ignore, ou nem mesmo acredite, sua vinda está próxima, as profecias estão se cumprindo, e um dia veremos o Mestre surgindo de forma gloriosa. 

Mas, enquanto isso não acontece, precisamos pregar a sua palavra, precisamos levar o seu amor para essa geração que está perdida em meio a tanta confusão, maldade e frieza. 

O amor de Yeshua é capaz de curar o coração humano da maldade que está impregnada. Somente Ele é capaz de fazer uma mudança radical capaz de destruir as fortalezas que foram criadas na alma humana. 

Quando o amor de Deus entra no coração de uma pessoa, ele começa a agir de forma sobrenatural, destruindo completamente todo nível de maldade, e reconstruindo os sentimentos bons que o Eterno havia colocado no seu interior quando criou o homem. 

O único remédio contra a maldade humana é o amor de Jesus, implantado em seus corações. Para que isso aconteça, é necessário que estejamos disponíveis para levar esse amor aqueles que estão vivendo em completa escuridão. Essa é uma responsabilidade daqueles que decidirão seguir Yeshua, pois só o seu amor é capaz de sarar a maldade humana.

17 novembro 2011

Tire Proveito de Cada Situação


Algumas coisas só podem ser compreendidas quando estamos passando por elas. Nesses momentos não adianta ficar questionando, tentando encontrar respostas, pois a compreensão exata só será alcançada com o tempo.
Cada situação que passamos tem um propósito diferente, mas todas elas, com certeza, trarão crescimento. Nada nunca é por acaso, tudo tem seu objetivo projetado e arquitetado pelo grande criador para nosso desenvolvimento.
Todos os momentos da vida, sejam eles bons ou ruins, foram estabelecidos pelo altíssimo com objetivo de aprimorar e trazer crescimento. Ignorar tais momentos é o mesmo que rejeitar as oportunidades dadas pelo criador a cada indivíduo. Sejam momentos de tranquilidade, ou tormentas terríveis, todos sempre estarão dentro do projeto do Eterno.
O apóstolo Paulo declarou que nossas levas e momentâneas tribulações produzem para nós um peso de glória eterno. Isso significa que todos os momentos de dificuldade pelo qual passamos, fazem parte das ferramentas de Deus para trabalhar nosso caráter e nos levar a desfrutar da glória prometida pelo Senhor.
Todos os grandes homens da história tiveram momentos de dificuldades, todos enfrentaram desafios a serem transpostos, e por não desistirem tiveram seus nomes escritos nas páginas da história. Se ficassem olhando para as dificuldades teriam sucumbido imediatamente.
Por mais difícil que seja, procure tirar proveito de todos os momentos, pois cada um deles são oportunidades que nos foram dadas para que possamos crescer, todas tem o objetivo de nos levar ao amadurecimento perfeito.
Ainda que as dificuldades se apresentem, que as coisas pareçam estar ruins, o medo e a angustia, tomarem conta de se pensamento, permaneça firme em seu propósito, pois ele lhe levará a um crescimento sem limites.

14 novembro 2011

Dias Melhores Virão

Existem momentos na vida em que as lutas do dia a dia parecem ser grandes demais, parece que os problemas nos sufocarão. São dias difíceis, onde as esperanças parecem ter fim, e os bons pensamentos sucumbem em meio ao vendaval.
Nesses momentos a maioria das pessoas acaba desistindo, entregando os pontos, e deixando de lado tudo àquilo pela qual lutaram durante toda a sua vida. Deixam-se levar pelas circunstâncias ruins sem ao menos lutar.
Acabam se esquecendo de que existem promessas surpreendentes para o dia de amanhã, que o Senhor deixou-nos a esperança para o futuro, mais do que isso, que Ele nunca nos abandona e nem nos deixa sozinhos.
Viver com a certeza de que Ele está do nosso lado aumenta a fé de que há um futuro melhor, de que um dia todo mal que estamos vendo, sofrendo ou passando, terá um fim, e que Ele se mostrará como grande libertador de nossas vidas.
A fé no Senhor nos garante a visão de um futuro melhor, abre nossos olhos para que possamos ver novas expectativas, novos horizontes. É essa fé que nos faz vislumbrar as grandezas de dias melhores que estão por vir.
Talvez você ainda não consiga ver o que está preparado para o futuro. Mas, ainda que tudo a sua frente se mostre escuro, que tudo pareça perdido, lembre-se de que o Eterno já tem preparado para você dias melhores.

10 novembro 2011

Seja Sempre Você Mesmo


Quem é você quando ninguém está vendo? Quais são suas atitudes quando está sozinho? Você escolhe os lugares mais escondidos para poder tomar atitudes que não tomaria na frente dos outros? Você disfarça seus sentimentos para que não saibam o que está sentindo realmente?
Essas, e outras perguntas, são confrontadoras, pois levam a pensar nas atitudes individuas, e daqueles que estão a nossa volta. As respostas podem definir se um indivíduo é verdadeiro ou falso.
Muitas pessoas são uma coisa, mas quando ninguém está olhando são outra. Tomam atitudes que contradizem completamente o que realmente dizem ser. Vivem uma duplicidade de atitudes que denigrem o seu caráter diante da opinião pública.
Normalmente esse tipo de pessoa acha que ninguém está vendo o que estão fazendo, agem como se fossem invisíveis, como se nunca pudessem ser descobertos. Mas, o que não imaginam é que sempre haverá alguém observando.
A transparência é a marca de um caráter sadio. Ela define não só as atitudes de uma pessoa, mas sua totalidade. Aqueles que conseguem ser transparentes alcançam o prestígio diante da comunidade onde vivem.
Por mais pacientes que as pessoas pareçam ser, elas sempre detestarão estar por perto daqueles que tem o prazer de agir duplamente, pois esse tipo de atitude aponta para o nível de falsidade que governa a alma do indivíduo.
Não adianta ser uma pessoa excelente, ter belas atitudes, falar bonito diante de algumas pessoas, e ser outra completamente diferente quando está longe da atenção dos seus conhecidos.
Um dia as mascaras caem, e por mais oculto que tenham sido seus atos, eles sempre serão revelados, as pessoas sempre ficarão sabendo quem você realmente é.
Você pode enganar os outros durante muito tempo, talvez até mais do que as pessoas imaginam, mas nunca conseguirá enganá-las o tempo todo.
As pessoas esperam que sejamos transparentes, que tenhamos uma só palavra, que nossas atitudes sejam sempre as mesmas, seja longe, ou seja perto; com todos olhando, ou na aparente solidão. Elas esperam que sejamos sempre nós mesmos.

09 novembro 2011

Aproveite as Oportunidades da Vida


Existem oportunidades que só acontecem uma vez na vida, se desperdiçada nunca mais será possível voltar atrás. São momentos insubstituíveis e não podem ser negligenciados.
Estava me lembrando de algo que ouvi há alguns anos atrás e resolvi pesquisar sobre o assunto, pois fala justamente sobre as oportunidades desperdiçadas.
Existem plantas, como as bromélias, que florescem apenas uma vez na vida. Isso significa que o jardineiro, ou quem a possui, só poderá observar sua floração uma única vez. Se perder essa oportunidade terá que recomeçar o processo, mas com uma nova muda.
Outro exemplo são alguns tipos de mariposas e borboletas, que passam a maior parte de sua existência como ovo e larva, e acabam vivendo apenas de um a quatro dias na sua fase adulta. Isso significa que só termos oportunidade de observar sua beleza uma vez.
Podemos encontrar ainda, algumas palmeiras que também florescem apenas uma vez durante toda a sua vida, e depois desse ciclo, quando as flores caem, elas começam a morrer aos poucos e nunca mais florescem.
Talvez você esteja pensando que estamos falando apenas de coisas trágicas, tristes e que não nos trazem motivação alguma para viver, mas se você prestar bem a atenção verá que na verdade estamos falando daquilo que pode fazer a diferença em sua vida.
Isso porque, a maioria das pessoas vive como se nunca fossem morrer; e morrem como se nunca tivessem vivido. Elas não sabem aproveitar a oportunidade dada pelo criador, não valorizam o dom da vida que lhes fora dado.
Passam seus dias frustradas porque nunca acontece nada de novo, mas não percebem as grandes oportunidades dadas pelo Criador todos os dias. Estão sempre desatentas a tudo e a todos.
São aquelas pessoas que nunca sabem de nada, nunca assumem responsabilidade, nunca tomam uma posição, que vivem na mesmice. Elas não sabem observar à beleza de uma flor, um dia de sol, a chuva que cai, a criança que brinca.
Para esses indivíduos as coisas passam despercebidas diante de seus olhos, eles nunca prestam a atenção em nada, e a reclamação faz parte constante do seu insignificante vocabulário.
Não desperdice as oportunidades dadas pelo Autor da Vida. Aproveite cada momento como se fosse o último. Aprecie tudo que está a sua volta, desde as pequenas coisas, até as maiores, pois são uma dádiva do Eterno a todos aqueles que receberam o dom da vida.

08 novembro 2011

Um Coração Agradecido é um Coração Curado


Todos nós queremos receber algo novo todos os dias. Seja na esfera física, emocional ou espiritual estamos sempre querendo ganhar alguma coisa nova.
O problema é que normalmente as pessoas querem receber, mas nunca estão prontas para agradecer. O coração está sempre fechado e a ingratidão se manifesta de forma natural.
As pessoas que vivem dessa forma tem uma forte tendência a nunca reconhecer aquilo que os outros fazem a seu favor, acham que era apenas uma obrigação, ou nem mesmo percebem que receberam alguma coisa.
Esse tipo de pessoa demonstra uma forte ferida na alma, algum trauma sofrido em seu passado, que a faz se defender das outras pessoas rejeitando todo tipo de benfeitoria feita a elas.
Outro fator importante é o orgulho. As pessoas ingratas tem seu coração dominado pelo orgulho. Elas não conseguem ver além de si mesmas, consideram os outros sempre inferiores, por isso não conseguem demonstrar gratidão, pois acham que estarão se diminuindo.
Esse tipo de atitude é apenas uma forma de fugir dos sentimentos gerados pelo trauma do passado que assola suas vidas. É a forma encontrada para não demonstrar aos outros aquilo que realmente opera em suas almas.
Para vencer o orgulho que governa a alma é necessário que, em primeiro lugar, a pessoa procure reconhecer que precisa ser curada nessa área, pois dessa forma poderá ser tratada da ferida e encontrará cura.
O sábio declara que: “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.” (Provérbios 28: 13).
Se observarmos as entrelinhas das palavras do sábio perceberemos que ele está falando justamente das pessoas que não sabem reconhecer suas falhas, seus erros e que agem com arrogância diante dos outros.
Ele está apontando justamente para as pessoas que tem um coração orgulhoso, que agem com arrogância em relação às outras pessoas e que nunca conseguem demonstrar gratidão pelos benefícios recebidos.
Uma pessoa que reconhece suas falhas está sempre disposta a mudar, não tem dificuldades em reconhecer o bem que o outro está fazendo, e mais do que isso, está sempre pronta a manifestar gratidão por tudo àquilo que recebeu. Um coração agradecido é um coração curado.

07 novembro 2011

Dias Difíceis


Existem dias na vida do indivíduo que ele desejaria nunca ter existido. Afinal de contas, acontecem tantas coisas consideradas ruins, que talvez fosse melhor apagar esse dia do mapa da sua existência.
Essa não é uma exclusividade de alguns, de uma minoria, mas de todos os seres humanos. Não que estejamos destinados a viver dias ruins, tragédias e destruições, mas porque elas simplesmente fazem parte do curso natural da vida.
O autor de Eclesiastes declarou que o sol nasce sobre justos e injustos, isso significa que a justiça de Deus é tão perfeita que Ele não excluiu ninguém dos benefícios que concedera aos homens, desde os mais básicos até os mais complexos.
Cabe a cada um entender que os dias que parecem ruins são na verdade oportunidades de crescimento que estão se levantando diante de nós. Todos os problemas que enfrentamos são ferramentas capazes de trabalhar o nosso caráter, afim de que venhamos nos aperfeiçoar. Por mais difíceis que pareçam os dias, é possível tirar proveito dessas situações.
Para alguns pode parecer terrível nascer sem os braços e as pernas, mas pessoas como Nick Vujicic, conseguiram enxergar o lado bom, e transforam a tragédia em motivação, e assim conseguiram vencer.
Existem pessoas que por uma infelicidade acabam sofrendo algum tipo de acidente e ficam paraplégicas, mas não desistem diante da tragédia. São pessoas como Fernando Fernandes, que após um acidente perdeu os movimentos da cintura para baixo, mas não desistiu, e se tornou campeão mundial em paracanoagem.
O maior problema não está apenas nas dificuldades que se levantam nos dias difíceis, mas em como você irá reagir diante dos problemas que se levantam a sua frente. Você pode se render ao problema ou tirar proveito dele e alcançar a vitória. Não estamos dizendo que será fácil, mas que é possível tomar uma posição diferente diante das dificuldades para se chegar ao êxito.
Deus não é injusto, em sua palavra Ele diz o seguinte: “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que possais suportar.” (1 Coríntios 10:13).
Por mais difíceis que parecem os dias, por piores que parecem as dificuldades, Deus já liberou também as ferramentas certas para que você possa vencê-las. Não há nada que Ele faça sem um propósito, seu objetivo maior é levar o homem a crescer.

                           Os dias difíceis podem fazê-lo crescer, ou podem ser o começo da sua derrocada, depende da maneira como você irá reagir diante das circunstâncias que se apresentam.

05 novembro 2011

Há Esperança Para o Futuro


Vivemos tempos difíceis onde à maldade, à injustiça, a incredulidade e muitos outros desafios se levantam todos os dias com objetivo de tirar nossos olhos do alvo principal. São tantas lutas, tantas dificuldades, que às vezes parece que iremos sucumbir diante delas.
O quadro está tão ruim, que as pessoas já perderam a esperança no futuro, aliás, elas nem mesmo acreditam haver futuro. Até mesmo no meio dos discípulos de Jesus a esperança tem sido algo secundário, quase que inacreditável.
Se perguntássemos a um cristão de um século atrás onde estava sua esperança para o futuro, ele responderia sem pestanejar: “minha esperança é Yeshua, o filho de Deus que morreu por mim na cruz, mas ressuscitou e em breve voltará para buscar sua igreja.”
Eles viviam debaixo de uma convicção inabalável, mais do que isso, eles usavam sua esperança como forma de consolo para aqueles que estavam passando por algum tipo de problema nessa vida.
Diferente dos cristãos desse século, que vivem mais preocupados com aquilo que não pode lhes dar esperança, que não pode suprir suas necessidades, aqueles discípulos viviam alicerçados em sua completa dependência em Jesus.
Hoje as pessoas vivem alicerçadas na areia. Tiraram seus pés da rocha, e colocaram toda sua confiança em pequenas coisas que não podem salvar, que não lhes trás esperança alguma em relação ao futuro. São como os antigos Faraós, que pensavam passar para outra vida, ou que iriam renascer, e desfrutar de todo poder e dinheiro que conquistaram quando estavam vivos.
A verdadeira esperança para o futuro consiste em firmar seus pés na Rocha Verdadeira, edificada pelo Eterno desde a fundação do mundo. Nele é possível encontrar mais do que esperança, é possível encontrar uma certeza de que há um futuro reservado para nós.
A notícia da volta de Yeshua é algo tão sobrenatural, que o apóstolo Paulo ensinou aos seus discípulos que ela deveria ser a forma de consolo usada por eles quando os dias fossem maus, quando as dificuldades reinassem ou quando a morte demonstrasse seu poder.
Nesses momentos, todos deveriam saber que há esperança para o futuro, que a morte não é o fim. Viviam alicerçados na esperança de que um dia o Senhor enxugará todas as lágrimas, aniquilará todo sofrimento e toda dor terá um fim. Eles viviam baseados na certeza de que Jesus está preparando um lugar junto ao Pai, e que um dia voltará para buscar sua igreja.

04 novembro 2011

Uma Geração Marcada Pela Frieza Espiritual


Houve um tempo em que os cristãos tinham prazer em estar na igreja adorando ao Senhor junto com seus irmãos. Era uma alegria quando alguém passava em sua casa e lhe chamava para cultuar ao Eterno.
Mas com o tempo as coisas foram mudando, o amor foi esfriando, e aquilo que era um prazer acabou se tornando um enfado na vida de muitas pessoas. A maioria dos irmãos começou a deixar que outras coisas tomassem o lugar do Grande Eu Sou em suas vidas.
Esse êxodo das fileiras da adoração verdadeira, do primeiro amor, é a marca dessa nova geração. Para eles, não é mais importante juntar os irmãos em plena comunhão e adoração, não há mais alegria em buscar ao Senhor.
É claro que isso não é generalizado, ainda existem aqueles que a chama continua ardendo em seus corações, e, por mais que os dias passem, fazem de tudo para que ela venha aumentar, pois sua verdadeira paixão está em buscar, incessantemente, ao Eterno.
Aqueles que deixaram o amor esfriar fazem parte de um grupo que está mais preocupado com os prazeres dessa vida. Eles querem satisfazer os desejos de sua alma, e ficam satisfeitos em serem apenas meros visitantes, espectadores, nas igrejas.
Esse tipo de pessoa está lá, mas seu coração não. Sua preocupação maior é apenas mostrar para os outros que tem alguma religião, para rever os amigos e alguns dos familiares. Eles fazem parte da geração marcada pela frieza espiritual.
Mesmo diante de tanta frieza espiritual ainda temos a certeza de que o Senhor está à porta, todos os dias, batendo, disposto a entrar e restaurar a aliança que um dia fora quebrada. Ele, mais do que ninguém, deseja ver seus filhos dentro de sua casa.
Estar diante de Deus, ou se afastar, gradativamente, até chegar ao ponto de não ter mais prazer de estar com o Altíssimo, é uma questão de atitude, de escolha. É uma decisão que cada indivíduo deve tomar, mas sabendo que ela tem um preço a ser pago.
Podemos deixar que a frieza entre e tome conta de nosso coração, ou podemos nos entregar completamente ao Senhor, buscando diariamente estar em sua casa desfrutando das bênçãos eternas preparadas para todos aqueles que decidiram viver diariamente em seu altar.

01 novembro 2011

Enfrentando os Desafios da Vida


Somos todos motivados por desafios que se apresentam diariamente. Esses nos levam a superar nossas próprias limitações, nos fazem crescer e olhar com esperança para o futuro.
Existem muitas pessoas que por medo da derrota, da vergonha ou do fracasso, acabam fugindo da responsabilidade de assumir os desafios. Preferem viver as margens da vida, olhando com desconfiança, e ao mesmo tempo admiração, para aqueles que tiveram a coragem de assumir.
Diferente do que pensa a maioria que decidiu ficar estática, os desafios são grandes oportunidades que se apresentam na vida de uma pessoa. Eles têm o poder de levar o homem a refletir sobre suas próprias limitações, forças, temores e superações.
São nesses momentos que descobrimos ser capazes de fazer, atingir e superar limites. Nesses momentos saímos do patamar de pessoas comuns e entramos no rol de indivíduos surpreendentes.
Cabe a cada um buscar superar seus próprios limites, tentando encontrar maneiras de transpor os obstáculos que aparecem diariamente e lhes desafiam a vencer.

ATENTOS AOS DETALHES