16 agosto 2018

O RAIO-X DA INTIMIDADE


Sabe aquela velha frase: “Nãosabia que fulano era assim?”; quem sabe uma outra: “não acredito que ele (a) fez isto!”. Se pedisse para você relatar aqui, sem dúvida alguma, surgiriam inúmeras outras com o mesmo teor.

Isto porque, não conhecemos uma pessoa até passarmos a ter intimidade com ela. A princípio, todo relacionamento está baseado em conceitos rasos, ideias de como o outro poderia ser. Contudo, com o tempo a afinidade aumenta e, involuntariamente, vamos permitindo o outro entrar um pouca mais em nossa intimidade.

Só conhecemos uma pessoa verdadeiramente quando passamos a fazer parte do seu círculo de intimidade. Afinal, a intimidade é o raios-X que revela as facetas do caráter humano.  É na intimidade que os defeitos e qualidades são revelados.

Infelizmente, existe o mau hábito de estigmatizar as pessoas, de dizer que fulana é bom ou ruim, quando, na verdade, todos possuem pontos de melhoria que devem ser observados. Possivelmente, este tenha sido o pensamento de Jesus quando disse: “Não julgueis...”
.
À medida que se conhece alguém, é indispensável aprimorar atitudes como empatia, respeito e aceitação. Aceitar o outro do jeito que ele é já será um grande passo em direção a um relacionamento mais saudável e destinado ao sucesso.




Leia também:




GOSTOU, ENTÃO DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

12 agosto 2018

SER PAI

Ser pai é ser uma das pessoas mais indispensáveis  na vida de alguém. Sua figura, sua importância, seu exemplo, sua necessidade são imprescindíveis. 



Ser pai não é apenas ter uma posição, uma mera figura familiar ou, quem sabe, um bom reprodutor. 




Ser pai é uma dádiva divina, das mais belas que um homem poderia receber. 




Ser pai pai é uma missão, que o Pai eterno confiou a todos os seus filhos. 

Feliz dia dos pais a todos os pais!!




Leia também:


DIA DOS PAIS


Agosto é um mês sublime, nele comemoramos a existência de uma das figuras mais importantes na vida do ser humano: o pai. Mas, você sabe como surgiu esta comemoração?

Segundo alguns historiadores, a primeira homenagem aos pais foi realizada por volta de 1909, na capital dos Estados Unidos, por uma menina chamada Sonora Louise Dodd. Ela teve esta ideia após ouvir um discurso de dia das mães. Como fora criada pelo pai, visto que sua mãe havia falecido anos antes, decidiu homenageá-lo.

Desta forma, a menina realizou sua primeira comemoração em homenagem ao seu pai no dia 19 de junho de 1909. Ele escolhera tal data por ser também o dia de nascimento do seu progenitor.

A ideia de Sonora deu certo, de acordo com os historiadores, por volta de 1924 ela recebeu o apoio do então presidente americano Calvin Coolidge. Contudo, a data só fora oficializada 42 anos depois, pelo presidente Lyndon Jhonson.

Foi no meio desta trajetória, desde o primeiro dia dos pais, comemorado por Sonora, até a oficialização da data, que as comemorações em homenagens aos pais chegou ao Brasil. Conforme a história, por volta de 1953 o publicitário Sylvio Bhering trouxe a ideia dos Estados Unidos para nossa nação. A primeira festejada em solo tupiniquim ocorreu em 14 de agosto daquele ano. Posteriormente, convencionou-se que a mesma seria realizada todo segundo domingo de agosto.

Atualmente, centenas de países celebram, com alegria, a vida destas pessoas maravilhosas a quem Deus nos deu a honra de chamar de Pai. Em muitos lugares a data de comemoração segue a mesma dos EUA. Entretanto, existem dezenas de variações quanto à realização das festividades em comemoração ao dia dos pais espalhadas pelo mundo.

Contudo, não podemos esquecer que ser pai é uma missão divina. Mas do que apenas poder comemorar uma data, é preciso assumir a missão que Deus confiou a cada um de nós.

Pense sobre Isto!




Não esqueça de deixar o seu comentário!


Quer mais? Vejo os links abaixo:




10 agosto 2018

ANALISANDO AS PRIORIDADES


Um dos maiores e mais negligenciados segredos para alcançar os objetivos está em saber definir quais são as prioridades. Seja para um projeto no trabalho, na família, na vida espiritual, etc.

Priorizar significa estar focado, manter-se na direção estabelecida, sem deixar com que as interferências externas lhe tirem do alvo pré-estabelecido. Contudo, é incontestável como o ser humano possui a inclinação para perder este foco.

É claro, não podemos generalizar, muitas pessoas conseguem estabelecer suas metas e persegui-las até conseguir alcançar o objetivo proposto. Por isto mesmo, este texto não se aplica a elas. Possivelmente, estes nem mesmo terminarão de ler.

A necessidade de priorizar se faz necessária, justamente, para aqueles que nunca conseguem manter-se focados ao ponto de atingir suas metas e objetivos. A verdade é que muita frustração poderia ter sido evitada se as pessoas não desanimassem ao longo do caminho.

Poderíamos citar aqui inúmeras causas para esta desistência. Seria possível tratar sobre procrastinação, baixa-autoestima, autossabotagem, desânimo, dentre outras coisas.

Por isto, torna-se cada vez mais necessário, antes de mais nada, que a pessoa seja sincera consigo, reconhecendo sua necessidade de tratar sua falta de prioridades.

Creio que o primeiro passo seja, justamente, colocar no papel aquilo que deseja e quais são as coisas que estão lhe tirando deste alvo. Uma analise profunda das prioridades já é, em si mesma, uma estratégia para começar a vencer os obstáculos que se levantam.




Leia também:




GOSTOU, ENTÃO DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:




08 agosto 2018

LIVRES DE VERDADE


Lembro-me de uma passagem dos evangelhos em que Jesus, debatendo com um grupo de religiosos, falou sobre a verdadeira liberdade. Segundo Ele, ser livre era não estar preso ao pecado e ter legalidade espiritual.

Os religiosos, baseados em seus pressupostos, questionaram dizendo serem livres de nascença e filhos de Abraão. De certa forma, eles estavam certos, pois, humanamente falando, eles eram cidadãos livres.

Entretanto, o que aquele grupo não compreendia é que a liberdade plena só pode ser vivida quando, através de Jesus Cristo, somos completamente livres do pecado. Afinal, está é a maior e pior prisão que o ser humano pode sofrer.

Desta forma, o Mestre ensinou que não importa onde nascemos, mas como estamos vivendo.

A verdadeira liberdade do pecado é uma conquista da Cruz do Calvário, não de uma pena. A primeira é incontestável, imutável e eterna. Já a segunda, é apenas situacional.

Livres de verdade são aqueles que andam sem as algemas do pecado!



Quer continuar lendo sobre o assunto? Veja os links:


👉 Marionetes


GOSTOU, ENTÃO DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:




05 agosto 2018

NUNCA DÊ OUVIDOS AS VOZES CONTRÁRIAS A ORAÇÃO


Como cristãos sabemos que uma vida de oração é à base do nosso relacionamento com Deus e o acesso direto a sala do trono. É através dela que nossas petições, desejos, intenções, fraquezas e muitas outras coisas relacionadas a nossa vida, são conhecidas diante do Pai.

Todavia, mesmo diante de tantas passagens bíblicas nos convocando a uma vida de completa entrega em oração, sempre aparecem aqueles que irão tentar diminuir o seu poder de alcance tentando, de alguma maneira, nos desencorajar de tal prática.

Pode parecer estranho, mas em muitos casos, os primeiros a tentarem destruir o desejo pela oração são outros cristãos, que por algum motivo deram ouvidos aos sofismas do inimigo e rebaixaram a oração a um nível bem inferior.

Normalmente, utilizam algumas das seguintes indagações: Por que orar se Deus sabe de tudo? Por que orar se todos os fios de cabelo da sua cabeça já estão contados? Por que orar...?

Deixo este último questionamento em aberto propositalmente, dando-lhe a oportunidade de pensar em seu circulo de convivência e colocar as frases que mais se encaixam nas palavras daqueles que tentam fazer que você não tenha uma vida de oração mais profunda.

Entretanto, se analisarmos atentamente as escrituras, desde o início, Deus sempre utilizou a oração como ferramenta para se comunicar e estreitar o relacionamento com o ser humano. O próprio Jesus, Mestre dos mestres e Senhor dos senhores, Deus eterno, quando esteve na terra se apoderou de tal recurso para manter sua intimidade com o Pai da Eternidade.

Sendo assim, nunca dê ouvidos as vozes contrárias a oração. Não importa o que dizem, o importante é permanecer fiel ao Pai e manter uma vida de oração ativa, onde Ele será sempre o primeiro e o último em tudo nas nossas vidas.

Pense sobre isto!


Quer continuar lendo sobre o assunto? Veja os links:



GOSTOU, ENTÃO DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

01 agosto 2018

PAI É PAI HERÓI!


Era só mais uma tarde de domingo, depois do almoço fomos para aquele velho campinho da Pedreira, bairro da cidade de Teresópolis, que outrora fora, como o nome sugere, uma antiga pedreira. Estava tudo normal, os times sendo tirados, aquela euforia para saber quem ficaria na “de fora”; aquela velha e saudável briga: “a primeira é minha!”, diziam os que sobraram da disputa para começar jogando.

Naquele dia estávamos lá, eu e meu irmão do meio, ainda crianças, do lado de fora orgulhosos de ver nosso pai ser escolhido para começar entre “os dois melhores times”. Esta foi uma das primeiras memórias que tenho daquele velho e saudoso campinho, que ainda está lá, no mesmo lugar, mas confesso que já não vou há algum tempo.

Voltando a história, a “pelada” já havia começado, mas sabe como é criança né? Aquele velho instinto aventureiro aflorou em meu irmão e ele saiu a procura de moranguinhos no meio do mato, ali mesmo perto daquele velho e pesado objeto de ferro que não sei para que servia, só sei que era um material da antiga pedreira e que servia de vestiário para a galera.

─ Socorro! Socorro! Socorro! – Começou a gritar meu irmão.

O jogo foi interrompido e meu pai veio correndo saber o que estava acontecendo, pegou meu irmão no colo e foi logo salvá-lo daquelas centenas de formiguinhas que atacavam ferozmente o seu pé. É verdade que isto só aconteceu porque meu irmão invadiu o seu território e pisando em seu formigueiro. Mas, a imagem do Pai Herói deixando o jogo para socorrer o seu filho não me sai da memória.

Com certeza, cenas como está de heroísmo cotidiano, aconteceram inúmeras outras vezes em nossas infâncias. É bem possível que você esteja se lembrando das suas próprias cenas de heroísmo, seja salvando seu filho (a) ou sendo salvo pelo pai. Aliás, esta é a forma natural de um filho ver o seu pai, como um herói.

É bem verdade que alguns não tiveram tal oportunidade, por diversos percalços da vida. Mas, mesmo na ausência desta figura tão importante, carrega em seus corações a marca por não os terem perto em suas vidas. Estes carregam, infelizmente, o gosto amargo da ausência do seu primeiro e grande herói. Contudo, na grande maioria, arde o desejo de ser o grande herói dos seus filhos.

Esta é a missão divina para o homem: ser o Pai Herói dos seus filhos. Qualquer coisa que atrapalhe esta missão deve ser analisada e revista, pois está o afastando de cumprir o grande propósito de sua vida.

Portanto, se assim como eu você teve um Pai Herói ou se foi privado dessa imprescindível figura, mesmo assim continua tendo a colossal missão de ser para os seus filhos o seu herói.

Porque, Pai é Pai Herói!

Pense Sobre Isto!



Não esqueça de deixar o seu comentário!


Quer mais? Vejo os links abaixo:

O RAIO-X DA INTIMIDADE